As 5 Aranhas Mais Perigosas do Brasil

No mundo, existem mais de 40 mil espécies de aranhas catalogadas (no Brasil, são 4 mil). Você as conhece, não é? Têm oito patas, muitos olhos (e, mesmo assim, enxergam mal), injetam veneno através de suas quelíceras (apêndices a frente da boca) e são notáveis por suas teias (que podem ser, até, 5 vezes mais resistentes que o aço, sendo, até pouco tempo, considerado o material biológico mais resistente do mundo). São encontradas em, praticamente, todos os tipos de habitat terrestres.
E essa “onipresença”, certamente, é um dos fatores que fazem a aracnofobia tão comum. Entretanto, apesar do alto índice dessa fobia entre humanos (inclusive, com muitas referências literárias e cinematográficas) e o fato de todas as aranhas serem peçonhentas (com exceção das aranhas da família Uloboridae), apenas 30 espécies (entre as 40 mil) são consideradas nocivas ao ser humano.
No Brasil, por exemplo, os incidentes fatais com as abelhas são mais de duas vezes mais numerosos que os casos de araneísmo (ataques de aranha). Nem por isso, a gente assiste filmes por aí com personagens que têm medo de abelhas. Eu não culpo os autores.

Veremos, a seguir, as 5 espécies que mais justificam esse nosso medo.

5. Caranguejeira ou tarântula (Theraphosidae)

caranguejeira-tarantula-heraphosidaeEssas aranhas são notáveis por terem o corpo avantajado e serem coberto de cerdas. São animais solitários e notívagos e vivem nas regiões temperadas e tropicais das Américas, Ásia e África.
Uma das defesas de algumas espécies de tarântulas é os pelos urticantes, que elas lançam no ar sacudindo as pernas traseiras, causando coceira, irritação e sensação de queimadura na vítima. Apesar de bastante intimidadoras, a toxina de veneno das tarântulas não é nociva ao seres humanos. Elas são até criadas como animais de estimação! Então, não sei nem porque ela está nessa lista. Mas sua picada pode doer um bocadinho (por causa do tamanho das quelíceras, que podem chegar a 3 centímetros de comprimento).
Aliás, se você gostou da ideia de criar uma delas, saiba que elas podem viver até 25 anos! Então, ela vai te fazer companhia por bastante tempo e, com seus 20 ou 30 centímetros, ela vai ser uma companhia de respeito.
No Brasil, temos as duas maiores espécies de tarântulas do mundo! Está orgulhoso? São elas: a Caranguejeira-rosa-salmão-brasileira (Lasiodora Parahybana), exclusiva do Nordeste brasileiro, que tem cerca 25 centímetros, e a Aranha-golias-comedora-de-pássaros (Theraphosa blondi), exclusiva da Amazônia brasileira, com 30 centímetros. Que nome, hein? E ela, de fato, come pequenos vertebrados. Ela é, não só a maior tarântula do mundo, como o maior aracnídeo (aranhas, escorpiões, opiliões etc.) do mundo em massa corporal!
Você tem que ter uma dessa!

4. Aranha-de-grama (Lycosa erythrognatha)

aranha-de-grama-Lycosa-erythrognatha

Também conhecida como aranha-de-jardin ou aranha-lobo, essa aranha é marrom clara ou acinzentada, com pelos avermelhados nas quelíceras e o ventre mais escuro. Ela é notável pelo desenho negro, em forma de seta, que tem no abdômen.
São bem menores que as tarântulas (têm cerca de 5 centímetros) e vivem bem menos (cerca de 2 anos e meio). É comum serem confundidas com a aranha armadeira, porque, em sua postura de defesa, também levantam as patas dianteiras.
Nas cidades, é comum encontrá-las em jardins e na grama, por isso, tem esse nome. É comum os casos de ataque em pessoas que estavam fazendo jardinagem sem luvas. Mas ela não é agressiva, e tenta sempre fugir. Só ataca se estiver presa ou for molestada.
Seu veneno também não é tão nocivo ao ser humano, causando dor no local da picada, com inchaço e vermelhidão em menos de 20% dos casos. Nenhum tratamento costuma ser necessário.
Estou começando até a achar que as aranhas nem são… assim… tão perigosas.
Na verdade, apenas 3 aranhas no Brasil têm uma real importância médica (ou seja, têm veneno realmente perigoso ao ser humano), segundo o Ministério da Saúde. Vamos, então, às 3 aranhas que você deveria evitar amizade:

3. Viúva-negra (Latrodectus)

viuva-negra

Essa aranha é fascinante! Não à toa, é, talvez, a aranha mais famosa do mundo, também possuindo muitas referências literárias e cinematográficas. Ela é de um preto brilhante, com uma mancha vermelha na parte inferior do ventre, geralmente em forma de ampulheta. É fácil reconhecê-la, mas só se você perceber que ela está ali. É uma aranha pequena (a menor de nossa lista), com cerca de 1 centímetro (os machos são ainda menos que as fêmeas, cerca de 3 ou 4 vezes).
Ela recebe esse nome por causa de seu canibalismo sexual, em que a fêmea se alimenta do macho após a cópula. Fofura, hein?! Eu só fico sem saber como chamar o macho. Virgem-negro?
Na verdade, as fêmeas raramente mostram esse comportamento, e grande parte das evidências documentadas foram em ambientes de laboratório, onde os machos não puderam escapar. As viúvas-negras macho (que nome horrível!), inclusive, tendem a verificar se suas parceiras já se alimentaram antes de escolher sua parceira sexual (eles sabem se elas se alimentaram sentindo substâncias químicas na teia).
Desculpe acabar com sua fantasia… É que, nos casos em que o macho é jantado, ele costuma morrer por uma espécie de hemorragia, pois, após o ato sexual, ele retira o aparelho reprodutor de forma muito brusca, o que acaba “quebrando” o brinquedinho. A viúva, então, só se aproveita do cadáver ali disponível para repor as energias gastas na cópula (diferentemente, por exemplo, da louva-a-deus fêmea, que agarra e devora vivo seu parceiro sexual após o ato – uma verdadeira viúva-verde!).
Existem 32 espécies de aranhas do gênero Latrodectus que recebem o nome de viúva-negra. A viúva-negra-americana (Latrodectus mactans) é a mais comum aqui, e está espalhada por todas as Américas. No Brasil, é mais encontrada em regiões litorâneas, sobretudo, em praias pouco frequentadas. Elas preferem ambientes escuros e frescos.
Apenas o veneno das fêmeas nos é lesivo (empoderadas, essas viúvas-negras!), atacando o sistema nervoso e causando dor intensa e ardente, inchaço, cólicas abdominais, sudorese, náusea e alterações cardiorrespiratórias.
Mas, apesar de sua fama, seus ataques raramente são fatais ou causam complicações mais sérias (eu falei raramente, não disse nunca!).
É outra aranha muito interessante para você adotar como bichinho de estimação.

2. Aranha-marrom (Loxosceles)

aranha-marromEssa é uma espécie, também, bastante conhecida. São catalogadas 30 espécies, na América do Sul, desse gênero. É bastante comum no Brasil, sobretudo na região Sul. E, exatamente por isso, é a aranha com mais incidentes no país. Em Portugal, é chamada de aranha-violino.
Apresentam uma coloração acastanhada, têm 6 olhos, pernas longas e relativamente finas e cerca de 3 ou 4 centímetros.
Sua picada, no momento, causa pouca ou nenhuma dor e praticamente não há marca perceptível (muitas vezes, a picada sequer é percebida). Cerca de 12 horas depois, há um edema e eritema (inchaço e vermelhidão) acompanhados, possivelmente, de febre. Se não for tratado, o veneno pode causar necrose (morte das células, deixando uma úlcera de difícil cicatrização) no tecido atingido, falência renal e, em alguns casos, até a morte.
São pouco agressivas e, por isso, são raros os ataques a pessoas. Quando o fazem, é porque teve seu corpo pressionado contra o nosso, sem querer (eu espero), ao fazermos alguma atividade desprotegidos nos locais onde elas costumam estar.
De dia, estão escondidas atrás de folhas secas, galhos, móveis (da sua casa), em sótãos, porões, garagens, entulhos etc. Suas incursões são mais frequentes à noite e durante o verão. É que elas gostam do calor e de locais escuros. Não à toa, estão presentes em todas as regiões quentes do mundo! Durante suas caminhadas, se se assustarem, elas podem se esconder em roupas, sapatos etc. Por isso, convém bater as roupas e conferir os calçados antes de usá-los.

1. Armadeira (Phoneutria)

aranha-armadeiraA armadeira é a maior aranha do mundo entre aquelas com importância médica: pode chegar a cerca de 20 centímetros de envergadura. Não é só isso. Segundo o Guinness Book, essa é a aranha mais venenosa do mundo! É isso mesmo! A aranha mais venenosa do mundo é brasileira! Está orgulhoso? Está contente?
Elas são cinzas, cobertas de pelos curtos. As fêmeas costumam ter o ventre negro, enquanto o ventre dos machos é mais amarelado (e eles são menores). Vivem de 1 a 2 anos.
Elas têm esse nome porque, quando se sentem ameaçadas, se apoiam nas patas traseiras levantando a parte dianteira de forma intimidadora… Eu não sei se você já viu a cena, mas, se viu, deu medinho. Aliás, seu outro nome, o científico, também é bastante sugestivo: Phoneutria, do grego φονεύτρια (assassina).
Curiosamente, elas não vivem em teias. Se escondem em lugares escuros, como buracos, embaixo de pedras e madeiras ou entre folhas largas de algumas vegetações (como bananeira). Mas, se você der de cara com ela e ela não gostar dessa tua cara, ela não foge. Arma, na posição supracitada, e fica balançando de um lado para o outro, pronta para te atacar. Se o fizer, costumar picar, raivosamente, várias vezes (ou seja, mais veneno!).
A ação química do seu veneno em nosso organismo é muito severa. A dor é muito forte e imediata (podendo gerar um estado de choque), e pode se espalhar ao longo do membro atingido. O local fica vermelho e inchado. Sudorese, hipertensão arterial e agitação psicomotora são possíveis também.
Os casos mais graves (geralmente em crianças), causam salivação intensa, vômitos frequentes, diarreia, enrijecimento muscular e edema no pulmão, que, em casos raros e extremos, levam a vítima à morte.

O que fazer para o ataque não acontecer?

Para evitar o indesejável encontro tanto com aranhas como com qualquer animal peçonhento (cobras, escorpiões etc.), mantenha sua casa e o seu quintal limpos e arrumados, bata as suas roupas e sapatos antes de usá-los, utilize equipamentos de proteção ao entrar em ambientes convidativos a eles, afaste as camas e objetos mobiliários da parede, não deixe as roupas de cama encostadas no chão e tenha cuidado com o manuseio de frutas, pode ter algum bichinho escondido ali.
Você pode usar a cadeia alimentar a seu favor também. Combata a proliferação daqueles insetos que esses bichos se alimentam e preserve seus predadores. Sabe as lagartixas? São grandes predadoras das aranhas, escorpiões, baratas e outros insetos e são inofensivas a nós. Corujas, sapos, outros lagartos, galinhas, gansos, macacos etc. também são inimigos naturais das aranhas, escorpiões etc.

O que fazer se houver uma picada de aranha?

Essa recomendação também não é só para aranha, mas para qualquer animal peçonhento: Não corte, fure, esprema, chupe ou queime a região, tentando retirar o veneno. Isso, ao contrário, vai facilitar a absorção. Convém deixar a região em repouso. Além disso, não faça curativos com extratos naturais, não ingira bebida alcoólica, fumo etc, não faça torniquetes (pode intensificar a ação do veneno no local, acelerando, por exemplo, a necrose do local)…
Deve-se utilizar imediatamente o Específico Pessoa para neutralizar o veneno  (saiba como usar lendo a bula do específico pessoa) . Após efetua o procedimento primordial leve a vítima ao serviço de saúde mais próximo (se possível, com a aranha, morta ou viva, para identificação da espécie e do respectivo soro).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat